business

Ad

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Ancine confirma que SBT esconde episódios de Chaves e Chapolin


 Se os fãs de Chaves acusam o SBT de esconder episódios da série, o site da Ancine (Agência Nacional de Cinema) não deixa dúvidas. A emissora registrou no órgão público 101 novos episódios de Chaves e 121 de Chapolin.

Por lei, toda obra audiovisual exibida na TV ou lançada em DVD deve ter registro na Ancine. O SBT registrou os episódios com títulos em espanhol no dia 2 de janeiro. Entre eles, estão os “semelhantes” exibidos em 2012, os inéditos que estrearam no dia 6 de janeiro e episódios que os fãs chamam de “escondidos”.

No total, o SBT tem 59 episódios “semelhantes” (parecidos com histórias que vão ao ar normalmente), 14 episódios inéditos já dublados e outros 39 inéditos ainda sem dublagem _os "escondidos". São 112 histórias, 11 a mais do que as que foram registradas na Ancine.

 
Os Espíritos Zombeteiros Parte 3 (1977) exibido pelo SBT em 2012.
Dentre esses episódios, estão a parte 1 e 2
da segunda versão de Os Espíritos Zombeteiros, de 1977
(registrado em espanhol como Sonambulos;
o SBT só tem a parte 3 com dublagem clássica),
a segunda versão de Tortinhas de Merengue
(Los Pasteles de la Chilindrina), de 1979,
e Natal na Casa da Dona Florinda (Carta a Santa Claus), de 1973.


A dublagem e a exibição dos 39 inéditos restantes dependem do sucesso dos 14 atualmente no ar. Mas eles estão em baixa no Ibope. Na segunda-feira (20), Chaves ficou em quarto lugar, com 3,4 pontos, atrás de Band (3,6), Record (9,8) e Globo (16,8). Cada ponto equivale a 65 mil domicílios na Grande São Paulo.

Além dos inéditos, metade dos episódios "semelhantes" estão fora do ar há mais de um ano, e 19 destes não foram exibidos em 2013.

"Desde 2001, nós, fãs, lutamos para o SBT finalmente admitir que os episódios 'perdidos' e 'semelhantes' existem. O que levamos dez anos para conseguir o SBT levou menos de um ano para destruir. Absurdo!", revolta-se Eduardo Gouvêa, presidente do Fã-Clube Chespirito-Brasil.

A Despedida do Chapolin (1979) Inédito no SBT.
 Com Chapolin, o mistério é maior. Dos 121 episódios, não é possível afirmar quais estão dublados e quais estão em espanhol. Entre as histórias registradas, está A Despedida do Chapolin (1979), último da série, exibido em 2012 pelo canal pago TLN, da rede mexicana Televisa, com dublagem clássica.

Em fevereiro de 2013, o SBT exibiu, sem divulgação, 16 episódios inéditos com dublagem dos anos 1980, mas três semanas depois cancelou a transmissão por baixa audiência _a série chegou a dar apenas três pontos na hora do almoço.

“Estima-se que o SBT tenha pelo menos 50 episódios semelhantes de Chapolin com dublagem antiga para estrear”, declara o presidente do Fã-Clube Chespirito-Brasil.

O SBT reafirma que não esconde episódios de Chaves e Chapolin. A emissora informa que renovou o registro de todos os episódios que já foram ao ar, mais os únicos 14 inéditos que a Televisa enviou. Os episódios inéditos do Chapolin ainda estão em fase de estudo se serão ou não dublados, pois não há previsão para a série retornar à programação.



créditos: Reportagem retirada do Notícias da TV do Portal UOL.

2 comentários:

Guilherme de Novais Aquino disse...

SBT Safado! Por que não exibem estes episódio logo.
E também a culpa são desses fãs de Chaves que dizem ser fãs de verdade.
O SBT só não dublou os restantes inéditos por causa desses fãs que não são fãs de verdade que não assistiram esses 14 inéditos por causa de uma dublagem nova
Entendam a dublagem mudou por que alguns dubladores morreram ou não quiseram participar não foi porque o SBT quis não e quem fosse fã mesmo de chaves não deixaria de assistir po causa de uma nova dublagem
Eu só estou dizendo isto por que eu assisti se não não diria e nem comentaria nada sobre o assunto.

Mikael disse...

Eu acho que a TLN pode exibir esses episódios escondidos, mas pena que ela está fora do ar no Brasil.

Postar um comentário

 
Este blog é independente, sem vínculo com a Televisa © ou quaisquer outras emissoras transmissoras das séries de Chespirito | Desing de Roberto Cirilo